Swift

Pokémon Adventures of a Gym Leader - Prólogo




Advinha quem voltou? Sim, eu, o cara das infinitas fics, que nunca terminam. Mas como podem ver, meu último projeto deu meio certo, mas eu não consegui terminá-lo. Agora venho com um novo projeto, eu tinha planejado essa história em meados de agosto, então comecei a escrever, porém eu tinha escrito apenas três capítulos e desisti de continuar a escrevê-la, mas logo quando terminei minha outra, tomei coragem e voltei a escrever essa fic, e tenho escrito uma quantia boa de capítulos pra evitar alguns desastres -q. Enfim, a história é clichê, é de jornada, ultimamente andou surgindo uma quantia maior de fics de jornada, então resolvi criar a minha história. Eu diria que é uma fic 4fun séria. Porque eu pretendo utilizar bastante da comédia (mesmo que sejam piadas sem graça, mas vou tentar '-'), mas tendo uma história séria no fundo da fic (história que só eu sei, leiam pra poderem descobrir e.e). No prólogo já vai dar uma explicação inicial sobre a história. Eu não pretendo colocar episódios fillers na fic, mas mesmo assim ainda vai ser bem extensa, portanto eu não vou demorar muito pra postar os capítulos, senão deixarei de herança pros meus netos uma fic pra eles publicarem -q, apenas entre o prólogo e o capítulo um que deixarei um tempo maior que o que planejo pra postar. Devo dizer também que algumas piadas serão meio "maliciosas", sendo que o protagonista é tipo um Brock da vida só que com falas mais "quentes" -q, também se preparem para ver cantadinhas manjadas na fic.

Mas enfim, aposto que cansaram de ler tudo e já foram embora, mas quem não foi, pode continuar abaixo, pois temos o prólogo.



Prólogo                                                                                                                   


O sol já estava em pé há algum tempo, mas eu acabara de acordar naquele momento.

Pra quem não me conhece, me chamo Lurly Spark, tenho dezenove anos e sou o líder de ginásio da cidade de Fucshia, tenho olhos cinzas e cabelo da mesma cor devido à um problema que eu tive ao nascer, mas enfim. Minha vida é muito chata e entediante, todos os dias vêm aqueles pivetes com seus pokémons aqui e não conseguem nem tocar no meu Electivire, há muito tempo não perco, e isso está muito monótono e ridículo.

Eu queria sair daqui, queria ter novas aventuras, viver apenas aqui é muito ruim, eu pensei que isso mudaria minha vida, mas não fez nada.

Sei que ninguém quer saber disso então descreverei o ginásio onde eu moro; bom, a parte da frente dele era bem chamativa, com um letreiro amarelo e brilhante, de qualquer ponto da cidade é possível ver, tem também uma porta automática. A parte de dentro possui uma corrente elétrica que caso ultrapasse a parte do campo onde os treinadores ficam, o cara leva um choque, ela só é desativada quando eu subo na arena para um duelo ou quando bato palmas, e a parte de trás é onde eu vivo, aqui tem um banheiro médio, um quartinho com uma cama um pouco velha, uma televisão de 32 polegadas, além de um Playstation 3 e um notebook interessante, é, tem vezes que o ginásio fica mais de uma semana sem visitas ai fica difícil. Ao lado desse cômodo tem uma cozinha, com um fogão velho e um armário caindo aos pedaços, e tem uma geladeira nova.

Gostaria de ver uma vez como é a vida desses moleques que querem ser treinadores, mas são tão ruins quanto uma porta, afinal, seria ruim eu tentar isso? Ah, desculpem-me, mas terei de interromper essa narração, acaba de chegar um treinador pra vir lutar aqui.

- Olá... - Disse um jovem garoto enquanto observava o local, aparentava estar receoso.
- Olá. - Falei batendo palmas, assim fazendo a corrente elétrica do ginásio desligar. - Espero que encontre algo forte hoje...
- Certamente.
- Essa é uma batalha dois contra dois, quando uma equipe estiver perdido dois pokémons, automaticamente terá perdido.
- Tudo bem. Lickitung saia!

Naquele momento não sabia se ria ou se chorava, aquele pokémon era muito ridículo, só sabia lamber, literalmente, mas o treinador deveria ser tão ruim, coitado, que era o máximo que conseguia capturar.

- Vai Electivire!

Então um pokémon amarelo com listras pretas gigantes saiu encarando aquele bicho rosado, o monstro até recuou um pouco.

- Lick!
- Thundershock!

O linguarudo tirou sua língua e a fez crescer pra tentar lamber o meu pokémon, que apenas deu um leve choque, nocauteando-o rapidamente.

- Mas o quê? - Disse o garoto quase chorando. 
- Eu escolho o Nidorino!
- Ah não! Para! Desisto de ser líder! - Gritei. 
- É muita incompetência! Pode pegar essa insígnia e ir embora.

O pirralho - mesmo sendo ruim - não era nem um pouco trouxa, então pegou o objeto sem lutar e foi embora do prédio.

Agora penso se não seria uma boa eu me aventurar nesse gigantesco mundo de Kanto...

A fic é narração em terceira pessoa, mas o prólogo e o capítulo 1 serão em primeira pessoa só pra apresentar o protagonista e o modo de vida dele e tals, já que essa é a base da história -q. Os mais espertos já vão sacar algo nesse prólogo, que vai ser diferencial na fic -q. Mas enfim, é isso e espero que comentem
 


You Might Also Like

0 comentários

Facebook

Visitas