Swift

Nova Fanfic : Pokemon Dark Nature! CAPITULO 1!



                                                       
A cena ocorria numa pequena floresta, aonde dois pokémons enfrentavam-se ferozmente, e logo atrás de um desses estava um jovem de longos cabelos brancos que vestia uma camisa prata, uma longa calça verde, e por fim, um tênis branco cheio de adesivos coloridos.
                                                                
"Maldito seja esse Mankey! Ele vai pagar caro por ter roubado as apricorns que demorei tanto tempo coletando para meu pai!", pensava o garoto, inconformado e furioso ao mesmo tempo.
                                                
Um pokémon estava logo a frente do garoto, que parecia estar ao comando dele, e este mesmo era um celebi com lindas asas e marcas que pareciam simbolos negros.

 - Wing, use o Ataque de Asas!

O Pokémon obedece o comando e segue em direção ao Mankey em alta velocidade, com suas asas brilhando intensamente, porém, aquele mesmo era muito esperto; com sua imensa agilidade consegue desviar facilmente e golpeia as costas da pequena borboleta fortemente com um Golpe de Karate, fazendo ela, consequentemente, ser jogada contra o chão.

 - Amigo! Você está bem? - disse o garoto, preocupado com seu pokémon

Ele acena com a cabeça positivamente, mesmo estando um pouco machucado.

 - Wing, então recomponha-se! Não vamos perder para um pequeno macaco, use o Pisiquico!

O celebi rapidamente levanta , voltando á posição de batalha, e logo em seguida, começa a soltar um raio brilhante, criando grande quantidade de vento e pega o oponente desprevenido, jogando-o contra uma árvore.

 - Essa é nossa chance, Pó do Sono! - completou ele, que agora estava muito animado

Mankey havia acabado de receber um impacto e estava meio tonto, foi aí que celebi tomou vantagem, passou por perto do seu oponente, planando, enquanto deixava um pouco de pó, que ao cair sobre ele, causou seu efeito de sono no mesmo momento.

 - Isso aí Wing, conseguimos! - comemorava o jovem junto com seu celebi, ambos muito felizes

Ele aproxima-se de Mankey, coleta todas apricorns que o pokémon havia roubado, e por fim, extremamente feliz torna-se á direção de seu celebi.

 - Ei, o que você acha de um novo parceiro para você?

O celebi faz um sinal positivo, com seus pequenos olhinhos brilhando cheios de felicidade.

 - Tá bom então, eu vou usar essa Pokébola Veloz que meu pai fez com os últimos apricorns que coletei, afinal, uma pokébola dessa deve ficar linda em um Mankey, não é?
 - biiiii! - concordava o celebi
 - Então tá certo... Pokébola Veloz, vai!

Ao tocar o Mankey, ela nem ao menos mexe, e simplesmente captura o pokémon com sucesso!

 - Olhe só Wing, seu primeiro parceiro! - ele começa comemorar e pular junto com seu pokémon - Hah, que bom, não é? Agora vamos pegar mais algumas apricorns e vamos voltar pra casa, combinado?

Novamente, o celebi concorda, e então, os dois juntos continuam andando pela floresta em busca de outros frutos.

Sem muitas demoras, ambos deparam-se com uma enorme árvore, que ao tê-la em sua vista, o garoto começa a pular de alegria.

 - Impossível! É uma árvore de White Apricorns, que sorte encontrar um monte de apricorns raros justo aqui! - ele começa a correr em direção á aquela fruta, mas na metade do caminho, ela tropeça em algo grande, e por sinal, algo bem grande - Ai... o que é isso?

Ela olha melhor, e para sua grande surpresa, ela havia tropeçado em uma menina que estava inconsciente, ela parecia bem pálido e muito machucado.

 - Meu Deus, o que aconteceu com ela!? - falava ele, muito assustado e aflito, enquanto ia rastejando para trás de costas

O garoto, ainda apavorado, continuava olhando para a menina desmaiada, que tinha cabelos castanhos, vestia uma camisa vermelha, um longo cachecol verde, uma saia preta e um tênis azul.

"Nossa, como ela está palida... mas, o que ele poderia estar fazendo aqui? Será que eu deveria ajudar ela?", pensava ele.

Agora, aparentemente com menos medo, levanta-se do chão e pede para seu celebi se aproximar á ele.

 - Wing, eu vou precisar de sua ajuda, ok? Vou tentar acordar essa garota, ela parece estar bem mal, mas para garantir, quero que você levante vôo e fique escondido em uma árvore, qualquer movimento estranho dele você usará o Pó do Sono nele combinado? - susurrava ele

Seu pokémon apenas obedece a ordem, voa até uma árvore e pousa em um galho, pronto para atacar, caso fosse necessário.

Agora, com tudo pronto, ele aproxima-se da menina, e cutuca-o.

 - Hey... você está bem?

Não houve resposta, então ele insistiu.

 - Você está bem?

Novamente, o mesmo resultado de antes, então ele enfureceu-se, e logo gritou;

 - ACORDA!!

Com isso, a menina acorda desesperada, fazendo ele levar um grande susto e já tomar uma distância razoável entre ela para se garantir.

 - Ai, desculpa te acordar assim... mas você não respondia, e eu estava preocupado.

Ela permanecia em silêncio, fazia uma cara de quem não entendia nada, parecia nem ao menos compreender aonde estava ou o que estava acontecendo.

 - Ehm, bem, meu nome é Nature! Posso saber qual é o seu nome? - pergunta ele, um pouco preocupado
 - Meu... nome?
 - Claro! Como as pessoas te chamam!
 - Meu nome... eu não consigo me lembrar de meu nome
 - Que estranho... mas, sem ser seu nome, consegue se lembrar de outra coisa? - questiona Nature, parecia muito mais curioso do que nunca
- Não, não consigo me lembrar de nada... - ela sente uma pontada em sua cabeça - Ukh! Minha cabeça dói

"Uma menina sem memória? Ela ainda por cima está pálido e parece estar passando muito mal, eu acho que eu realmente devia tentar ajudá-lo", pensava Nature, meio preocupado.

- Não se preocupe, eu vou te ajudar!
- Sério!? Obrigado... -disse a menina, um pouco mais animado
- Você consegue caminhar?

Sem dizer nada, ela tenta se levantar, mas logo em seguida caí.

"Então ela não consegue caminhar... vou precisar da ajuda da Wing", pensava ele.

 - Já que você não consegue caminhar, vou te botar pra dormir... não se preocupe, logo você acordará e estará tudo bem, ok? Wing, Pó do Sono! - exclama ele

O pequeno celebi vem descendo numa razante, deixando um pó brilhante por aonde passava, fazendo a menina cair no sono antes que pudesse dizer algo.

 - Ótimo trabalho, Wing, retorne - dizia el eenquanto retornava o celebi a uma pokébola - Vai, biii! - completa ele, lançando a Pokébola Veloz que resídia seu Mankey

O Mankey sai da pokébola muito mau-humorado, aparentemente por ter sído capturado.

 - Fur, preciso que você carregue esse garoto até minha casa, apenas siga-me, ok?

Com a maior cara de tédio, apenas obedece a ordem e vem arrastando a menina pelo chão.

Algumas horas mais tarde naquele mesmo dia;

Nature encontrava-se dentro de uma pequena casa de madeira, na qual havia várias prateleiras cheio de pokébolas diferentes, e também, diversos sacos com muitos Apricorns. No segundo andar daquele mesmo local encontrava-se uma cama, aonde estava a menina que ele havia encontrado, dormindo, e por fim, logo a frente dela, estava um homem de terceira idade, que vestia um longo kimôno azul, e ambos pareciam estar discutindo.

 - Nature, ainda acho essa menina muito misteriosa, não acha melhor ir na delegacia de Goldenrod para descobrir quem é ela? -disse o homem misterioso, em voz alta
 - Shh, fale mais baixo, ele pode acordar, Pai! - susurrava Nature
 - Ah, ok, as de qualquer forma, é mais seguro fazer o que eu te disse, combinado? Amanhã, o mais cedo possível, você vai junto com ela até Goldenrod, infelizmente, não poderei ir, você sabe como sou ocupado fazendo essas pokébolas! -explica o pai de Nature
 - Tá...

Quem será o pai de Nature? O que poderá ocorrer na delegacia? Tudo isso e muito mais mais no proximo capitulo vcs nao vao perder né!!!!!

You Might Also Like

0 comentários

Facebook

Visitas

Flickr Images

Facebook 2018